Em reunião nesta quarta-feira (01), que aconteceu no Gabinete Militar e na Assembleia Legislativa com os Comandos, Associações Representativas dos Militares de Goiás, entre elas ASSEGO, ACS, ASSOF e UNIMIL, o chefe de Gabinete Militar da Governadoria, líderes do Governo e bancada governista decidiram por retirar a Emenda da Lei Estadual 15.704/06.

 

 NOTA DE AGRADECIMENTO

Após uma longa negociação e articulação com a administração estadual a Associação dos Cabos e Soldados e de Subtenntes e Sargentos da Polícia Militar e Bombeiro Militar do Estado de Goiás conseguiu do governador Marconi Perillo o compromisso de não acabar mais com a segunda data de promoções de Praças, prevista na Lei 15.704/2006. Esta semana a Assembleia Legislativa havia aprovado uma emenda acabando com a segunda data de promoções, mas o governador sesensibilizou com os apelos dos presidentes da ACS, sargento Gilberto Cândido de Lima e da ASSEGO, subtenente Luis Cláudio Coelho, e mandou RETIRAR a Emenda do projeto que transforma escolas estaduais em colégios militares. Os presidentes das duas entidades (ACS e ASSEGO) estão felizes com a sensibilidade do governador em mais uma vez atender seus pedidos e beneficiar a família miliciana de Goiás. Segundo Gilberto Cândido e Luís Cláudio caso a Emenda fosse aprovada haveria uma redução de pelo menos 1.600 promoções por ano. A vitória é de todos nós e significa mais dinheiro no bolso dos militares que estarão cada vez mais motivados a defender a sociedade goiana da criminalidade. Os presidentes da ACS e da ASSEGO agradecem ao Tenente Coronel Ubiratan Regis de Jesus, presidente da Associação dos Oficiais, Os Comandantes Gerais da PM e BM, os coronéis Adailton-GM e Jurai-subcomandante Geral e todos os Policiais e Bombeiros Militares pelo apoio nessa luta vitoriosa graças ao bom senso e compromisso do governador Marconi Perillo em prestigiar sempre a Polícia Militar e Bombeiro Militar de Goiás.

 

Gilberto Cândido de Lima – Presidente da ACS 

Luís Cláudio Coelho – Presidente da ASSEGO