O suspeito de matar o jogador de futebol Edson Décimo Alves de Araújo, conhecido como Edson Piauí, de 27 anos, e o irmão dele, o cabo da PM Eurival Araújo, foi preso em Goiás. Foragido da Justiça, Emanuel Ribeiro Soares, 28 anos, foi detido no domingo (16) em um condomínio de luxo em Nova Veneza, na Região Metropolitana de Goiânia.

O crime ocorreu na madrugada de 1º de novembro de 2014. Os irmãos foram alvejados durante uma discussão entre o atleta e o suspeito em uma churrascaria de Floriano, na região sul do Piauí. Edson morreu no local. Já o PM chegou a ser socorrido e encaminhado ao Hospital Tibério Nunes, onde morreu no dia seguinte.

Havia um mandado de prisão preventiva contra Edson. Ele foi detido pela Polícia Militar após uma investigação das secretarias de Segurança de Goiás e do Piauí.

De acordo com a delegada Azuen Magda Albarello, Edson estava na casa de familiares. O recambiamento do preso deve ser feito em breve.

Crime
Segundo a Polícia Militar do Piauí, horas antes de ser assassinado, Edson se envolveu numa discussão com o suspeito em uma festa em um clube de Floriano. Após a briga, o atleta deixou o local e se dirigiu para a casa do irmão.

Ainda conforme a investigação, Edson pediu que o militar o acompanhasse até uma churrascaria da cidade. Logo depois de estacionar o veículo, o jogador e o irmão foram alvejados. O atleta foi atingido por dois tiros e morreu no local. Gravemente ferido, o irmão dele não resistiu aos ferimentos e morreu no dia seguinte.

Edson Piauí estava na cidade passando férias, pois tinha sido dispensado do Boa Esporte, de Varginha (MG). No entanto, ele já havia fechado um novo contrato com o Rio Claro Futebol Clube, em Rio Claro (SP).

FONTE: G1 GOIÁS