Em bate-papo on-line sobre a segurança pública na tarde de hoje, o governador Marconi Perillo (PSDB) alfinetou o convite feito pelo candidato adversário Iris Rezende (PMDB) na manhã de hoje de que o senador eleito Ronaldo Caiado (DEM) seja o titular da pasta, caso vença as eleições. Sem citar o caso, o governador disse que “políticos têm de estar na política” e que a SSP é lugar de técnico.

“Não fui buscar um político para ser secretário de Segurança Pública. Busquei um delegado altamente experiente da Polícia Federal, com experiência. Não dá para politizar uma área tão complexa. Segurança é lugar de especilistas”, afirmou, ao lado do secretário Joaquim Mesquita.

“Têm de estar na segurança as pessoas que entendem, que têm formação e carreira. Senão as pessoas misturam as bolas. Começam a defender os amigos, a proteger os amigos, e a culpar, condenar e perseguir os inimigos. Esse tipo de política que acontecia no século passado, no século retrasado, não pode mais acontecer no Brasil. A polícia moderna adota os melhores conceitos tecnológicos do mundo na investigação, na prevenção e na punição”, afirmou o governador.

Fonte: O Popular