Por volta das 23h05min dessa quinta-feira (24/09), a equipe da CPT/16º BPM composta pelo Sargento Natanael, Cabo Luciana, Cabo Rômulo e Cabo L. Silva fazia patrulhamento pela Rua Comunitária no bairro Lagoa dos Santos em Formosa, quando se depararam com algumas pessoas em atitude suspeita.

Ao submetê-las a abordagem, os policiais foram interpelados por C. F. C. de 32 anos de idade, que se apresentava muito agressiva em razão da abordagem que estava sendo realizada, momento em que os policiais constataram que contra ela havia um mandado de prisão expedido em setembro de 2014, expedido pela Comarca de Formosa, pelo descumprimento ao regime semi-aberto.

A suspeita que possui condenação a 3 anos e 4 meses de reclusão, foi conduzida à Delegacia e de lá encaminhada para a Cadeia Pública local onde cumpre pena pelo crime de tortura.

O crime foi cometido em junho de 2009, contra a filha da abordada à época com 9 meses de idade. Segundo consta a criança foi espancada pelo padrasto e acabou morrendo. À época o casal foi autuado em flagrante.

Fonte: site PMGO