Dois homens foram presos, na terça-feira (7), suspeitos de fraudar contratos com uma operadora telefônica, em Goiânia. A Polícia Civil estima que em três meses o golpe provocou um prejuízo de R$ 200 mil para a empresa.

Responsável pela investigação, o delegado titular do 7º Distrito Policial, Manoel Borges, afirma que os criminosos forjavam contratos para adquirir celulares com desconto. Depois, eles vendiam os produtos na internet ou no mercado clandestino.

Os suspeitos foram presos em uma empresa do Setor Jardim Goiás. Para o delegado, o estabelecimento foi aberto com o objetivo de “cometer crimes de fraude tendo como vítima a operadora”.

Borges explicou que os criminosos ainda usavam o nome de outras empresas da capital goiana, sem o conhecimento dos proprietários, para forjar e fechar contratos. “No contrato, eles colocavam como endereço, como referência para entrega do produto, a empresa deles”, disse o investigador. O delegado acredita que outras pessoas integrem a quadrilha. Os dois homens seguem detidos no 7ª DP.

FONTE: G1 GO